Coleções microbiológicas

Coleção de Culturas de Microorganismos Multifuncionais da EMBRAPA - Soja: Bacterias Diazotróficas e Promotoras do crescimento de plantas

A Coleção de Microrganismos Multifuncionais da Embrapa Soja foi iniciada em 1991 e conta hoje conta com cerca de 4.500 microrganismos, principalmente bactérias fixadoras de nitrogênio e promotoras do crescimento de plantas. A cada ano são incorporadas melhorias à coleção, visando seguir todos os critérios nacionais e internacionais de qualidade. O armazenamento dos microrganismos se dá por pelo menos dois métodos, ultracongelamento (-80°C e -150°C.) e liofilização, e em dois prédios distintos, com duplo controle de acesso.

A coleção é reconhecida internacional e nacionalmente, tanto pelos avanços científicos, como pelo desenvolvimento biotecnológico e fonte de inovação. As atividades estão cadastradas no CGEN e no SISGEN. Em pesquisa básica, já são mais de 200 publicações abordando a biodiversidade de microrganismos no Brasil, bem como nas chamadas ciências “ômicas”, de genômica, proteômica, transcriptômica. Também tem reconhecimento no campo de filogenia e taxonomia, com mais de 20 novas espécies descritas na última década. Taxonomia é fundamental, por exemplo, para o registro de patentes relacionadas a microrganismos. O papel mais relevante da coleção é no agronegócio.

A coleção é homologada pelo MAPA (Portaria No 17 de 20 DE MARÇO DE 2018) como banco oficial de germoplasma de microrganismos de interesse agrícola, sendo responsável pela distribuição, para as indústrias, das estirpes que serão usadas em inoculantes comerciais para todas as culturas, por exemplo, a soja, o milho, o feijoeiro, o feijão caupi, pastagens com braquiárias. Hoje, o mercado de inoculantes no Brasil é da ordem de 70 milhões de doses por ano, portanto, a distribuição de material genético de qualidade nas indústrias, várias delas no Paraná, é fundamental. Também é a única estação quarentenária para produtos inoculantes (MAPA, Portaria No 04 de 05 DE DEZEMBRO DE 2018) e o laboratório é cadastrado para análise de inoculantes (LAB PR-00037, 24/08/2015, renovado em 23/08/2020), prestando dezenas de serviços para os setores público e privado todos os anos. Em 2020 os primeiros serviços da coleção foram recomendados para acreditação em ISO 17025 pelo INMETRO.

A coleção tem sido fonte de inovação, com estudos que conduziram ao lançamento de estirpes comerciais para as culturas da soja, feijoeiro, milho, trigo e braquiárias. A percepção da importância do uso de microrganismos na agricultura é cada vez maior, relacionada à produção elevada, mas com sustentabilidade, de modo que a coleção deverá desempenhar papeis cada vez mais relevantes.

Embrapa Soja, Laboratório de Biotecnologia do Solo. Rodovia Carlos João Strass, acesso Orlando Amaral, Distrito da Warta, Caixa Postal 231, CEP 86001-970, Londrina, PR, Brasil.

Curadora

Mariangela Hungria

E-mail: mariangela.hungria@embrapa.br

Vice-curador

Marco Antonio Nogueira

E-mail: marco.nogueira@embrapa.br

Equipe

Eduara Ferreira

Técnica operacional

Ligia Maria de Oliveira Chueire

Técnica operacional

Renan Augusto Ribeiro

Técnico operacional

Rinaldo Benedito Conceição

Técnico operacional

 

Ilustrações por

Universidade Federal do Paraná

Centro Politécnico, Setor de Ciências Biológicas

Av. Cel. Francisco Heráclito dos Santos, 210, Jardim das Américas Caixa Postal 19020, CEP 81531-970, Curitiba, Paraná, Brasil.

 

Telefone: (41) 3361-1764

E-mail: redetaxonline@gmail.com

© 2021 Taxonline, todos os direitos reservados.