Zoological collections

Dibujo de mosca.png
Museu de Zoologia da Universidade Estadual de Londrina (MZUEL)

O Museu de Zoologia, da Universidade Estadual de Londrina, possui a maior coleção Ictiológica da Bacia do Rio Tibagi. Com mais de 150 espécies de peixes registradas, sendo algumas originárias de outras bacias hidrográficas, tais como a bacia do rio Paraguai, bacia do rio Amazonas e um lote representativo da bacia do rio Paranapanema.

A coleção ictiológica atualmente apresenta-se registrada em livro tombo e informatizada, compreendendo 1490 lotes depositados na coleção. A coleção é na sua maioria, uma coleção úmida, possuindo porém alguns exemplares de mamíferos, répteis e aves, taxidermizados. Possui também uma coleção Herpetológica, onde estão depositadas mais de 100 espécies de Répteis, representados por quelônios, lagartos e serpentes, e mais de 50 espécies de Anfíbios.

Originários do norte do Estado do Paraná, Estado de São Paulo e Estado de Rondônia. Os principais estudos desenvolvidos no museu, consistem em Sistemática e Filogênia de peixes neotropicais, fornecendo subsídios para as área de ecologia e biologia desenvolvidas em parte no museu e também genética de peixes.

Logo Universidade estadual Londrina.png

Universidade Estadual de Londrina, Departamento de Biologia Animal e Vegetal. Caixa Postal 6001, CEP 86051-990, Londrina, PR, Brasil.

Curador geral

Oscar Akio Shibatta

E-mail: shibatta@uel.br

Fone: (43) 3371-5151

Coleções do Museu de Zoologia da Universidade Estadual de Londrina – MZUEL
Coleção de Abelhas

A coleção de abelhas do MZUEL conta atualmente com cerca de 1.500 exemplares ​referentes à aproximadamente 200 espécies, em sua maioria machos da tribo Euglossini, família Apidae. Os exemplares estão preservados em via seca, montados em alfinetes entomológicos e etiquetados. A coleção está aberta para permutas e empréstimos aos docentes de outras universidades e curadores de outras coleções, bem como a seus alunos de graduação e pós-graduação.

 

A coleção de abelhas do MZUEL destina-se a estudos de Ecologia e Biologia Evolutiva. O acervo é procedente em sua maior parte do norte do Estado do Paraná, e oriundo dos estudos da profa. Silvia Helena Sofia e seus alunos de pós-graduação.

Curadora:

Silvia Helena Sofia

E-mail: shsofia@uel.br

Fone: (43) 3371-5151

Coleção de Aves

A coleção de aves do MZUEL conta atualmente com cerca de 70 exemplares ​referentes à aproximadamente 50 espécies. Os exemplares estão preservados em via úmida, como esqueletos secos e taxidermizados. A coleção tem interesse de receber doações de espécimes provenientes de diferentes regiões do Brasil ou do mundo, e fornece identificações e números de tombo do material doado como exemplares-testemunhos (vouchers).

 

A coleção está aberta para permutas e empréstimos aos docentes de outras universidades e curadores de outras coleções, bem como a seus alunos de graduação e pós-graduação. A coleção de aves do MZUEL destina-se a estudos de Sistemática e Biologia Comparada e a fins didáticos dos professores da própria universidade. O acervo é procedente em sua maior parte do Estado do Paraná, dos arredores de Londrina e de Curitiba

Curadores:

Oscar Akio Shibatta

E-mail: shibatta@uel.br

Fone: (43) 3371-5151

José Luís Olivan Birindelli 

E-mail: josebirindelli@uel.br

Fone: (43) 3371-5151

Fernando Camargo Jerep

E-mail: fjerep@uel.br

Fone: (43) 3371-5151

Coleção de Herpetofauna

A coleção de anfíbios e répteis do MZUEL conta atualmente com cerca de 2.000 exemplares ​referentes à aproximadamente 200 espécies. Os exemplares estão preservados em via úmida, como esqueletos secos e taxidermizados. A coleção tem interesse de receber doações de espécimes provenientes de diferentes regiões do Brasil ou do mundo, e fornece identificações e números de tombo do material doado como exemplares-testemunhos (vouchers).

 

A coleção está aberta para permutas e empréstimos aos docentes de outras universidades e curadores de outras coleções, bem como a seus alunos de graduação e pós-graduação. A coleção de anfíbios e répteis do MZUEL destina-se a estudos de Sistemática e Biologia Comparada e a fins didáticos dos professores da própria universidade. O acervo é procedente em sua maior parte do Estado do Paraná, sendo uma pequena parte oriunda do município de Espigão d’Oeste, Estado de Rondônia. A maior parte do material foi coletada por Paulo Bernarde, Reginaldo Machado, Luiz Storti e Guilherme Figueiredo

Curadores: Oscar Akio Shibatta - José Luís Olivan Birindelli - Fernando Camargo Jerep

E-mails: shibatta@uel.br - josebirindelli@uel.br - fjerep@uel.br

Coleção de Mamíferos

A coleção de mamíferos do MZUEL conta atualmente com cerca de 380 exemplares ​referentes à aproximadamente 100 espécies. Os exemplares estão preservados em via úmida, como esqueletos secos e taxidermizados. A coleção tem interesse de receber doações de espécimes provenientes de diferentes regiões do Brasil ou do mundo, e fornece identificações e números de tombo do material doado como exemplares-testemunhos (vouchers).

 

A coleção está aberta para permutas e empréstimos aos docentes de outras universidades e curadores de outras coleções, bem como a seus alunos de graduação e pós-graduação. A coleção de mamíferos do MZUEL destina-se a estudos de Sistemática e Biologia Comparada e a fins didáticos dos professores da própria universidade. O acervo é procedente em sua maior parte do Estado do Paraná e oriundo das pesquisas realizadas pelo prof. Nélio Roberto dos Reis e seus alunos de pós-graduação.

Curadores: Oscar Akio Shibatta - José Luís Olivan Birindelli - Fernando Camargo Jerep

E-mails: shibatta@uel.br - josebirindelli@uel.br - fjerep@uel.br

Coleção de Peixes

A coleção de peixes do MZUEL conta atualmente com pouco mais de 20.000 lotes catalogados totalizando mais de 150.000 exemplares referentes à aproximadamente 1.000 espécies. A coleção está informatizada através do programa Specify, e disponível para consulta online através do SpeciesLink e do SIBBr. A coleção tem interesse de receber doações de espécimes provenientes de diferentes regiões do Brasil ou do mundo, e fornece identificações e números de tombo do material doado como exemplares-testemunhos (vouchers). A coleção está aberta para permutas e empréstimos aos docentes de outras universidades e curadores de outras coleções, bem como a seus alunos de graduação e pós-graduação (ver instruções abaixo). A coleção de peixes do  MZUEL destina-se principalmente aos estudos de Sistemática e Biologia Comparada de Peixes.

 

O acervo da coleção é proveniente principalmente de coletas realizadas desde a década de 1980 na bacia do rio Tibagi, o maior tributário do rio Paranapanema, com extensão de 550 km no norte do Estado do Paraná. Além destas, diversas outras coleções integram o acervo. Uma coleção de peixes procedente das regiões de Salto Grande, localizado na porção média-alta do rio Paranapanema, e Rosana, na porção baixa do mesmo rio foi doada pela Companhia Energética de São Paulo (CESP). Outra coleção de peixes, proveniente do alto rio Paranapanema, foi doada recentemente pela Duke Energy. Outra doação importante foi feita em 1998 pelo Dr. Hélio de Castro Bezerra Gurgel, que coligiu peixes de diversos rios no Estado do Rio Grande do Norte entre 1982 e 1996. Representantes dos peixes do rio Uruguai foram enviados pela Equipe do Laboratório de Biologia e Cultivo de Peixes de Água Doce (LAPAD) da Universidade Federal de Santa Catarina, de responsabilidade de Evoy Zaniboni e Samira Meurer. Uma coleção do alto e médio rio Jequitinhonha resultante do doutorado de Francisco Andrade Neto foi doada pelo mesmo.

O acervo da coleção é proveniente principalmente de coletas realizadas desde a década de 1980 na bacia do rio Tibagi, o maior tributário do rio Paranapanema, com extensão de 550 km no norte do Estado do Paraná. Além destas, diversas outras coleções integram o acervo. Uma coleção de peixes procedente das regiões de Salto Grande, localizado na porção média-alta do rio Paranapanema, e Rosana, na porção baixa do mesmo rio foi doada pela Companhia Energética de São Paulo (CESP). Outra coleção de peixes, proveniente do alto rio Paranapanema, foi doada recentemente pela Duke Energy. Outra doação importante foi feita em 1998 pelo Dr. Hélio de Castro Bezerra Gurgel, que coligiu peixes de diversos rios no Estado do Rio Grande do Norte entre 1982 e 1996. Representantes dos peixes do rio Uruguai foram enviados pela Equipe do Laboratório de Biologia e Cultivo de Peixes de Água Doce (LAPAD) da Universidade Federal de Santa Catarina, de responsabilidade de Evoy Zaniboni e Samira Meurer. Uma coleção do alto e médio rio Jequitinhonha resultante do doutorado de Francisco Andrade Neto foi doada pelo mesmo. Além destas doações, a equipe do MZUEL tem realizado coletas em diversas regiões do Brasil, das quais destacam-se as realizadas no Pantanal, bacia do rio Paraguai, com capturas na bacia do rio Miranda, no período de 1997 até o presente; no rio Salobro na Serra das Araras em 1999; na bacia do rio Pixaim, ao longo da rodovia Transpantaneira, nos anos de 2000 e 2001; e em Corumbá, em 2002. Outras coletas foram realizadas: no arquipélago de Ilha Grande localizado no rio Paraná; no Distrito Federal; no litoral Paranaense; no Sistema Laguna dos Patos, bacia do rio Maquiné lagoas litorâneas do RS; no Acre; no alto rio Juruena (2014); na bacia do rio Uatumã (2015), no rio Negro no Arquipélago de Anavilhanas (2016), e no rio de Contas na Bahia (2016).

A coleção abriga os holótipos de Hypomasticus santanai, Hypostomus multidens, Isbrueckerichthys calvus, I. saxicola, Rhyacoglanis paranesis, e parátipos de cerca de 50 espécies descritas desde 2001.

Curadores: Oscar Akio Shibatta - José Luís Olivan Birindelli - Fernando Camargo Jerep

E-mails: shibatta@uel.br - josebirindelli@uel.br - fjerep@uel.br

 
 
 
 
 
 
anuro
Logo_Taxonline_Branco_NEW.png

Illustrations by

Universidade Federal do Paraná

Centro Politécnico, Setor de Ciências Biológicas

Av. Cel. Francisco Heráclito dos Santos, 210, Jardim das Américas Caixa Postal 19020, CEP 81531-970, Curitiba, Paraná, Brasil.

 

Telefone: +55 (41) 3361-1764

E-mail: redetaxonline@gmail.com